quarta-feira, abril 17, 2024
HomeInternacionalVice-presidente Kamala Harris causa polêmica com discurso ambíguo sobre "reduzir a população"...

Vice-presidente Kamala Harris causa polêmica com discurso ambíguo sobre “reduzir a população” para combater as mudanças climáticas em sua última “gafe”

A vice-presidente dos EUA, Kamala Harris afirmou na sexta-feira que os EUA devem “reduzir a população” como parte do esforço para combater as mudanças climáticas, mas segundo a Casa Branca, ela pretendia dizer “reduzir a poluição”.

O ato falho ocorreu enquanto a vice-presidente de 58 anos fazia um discurso na Coppin State University em Baltimore, Maryland, sobre a necessidade de construir uma “economia de energia limpa”.

“Quando investimos em energia limpa e veículos elétricos e reduzimos a população, mais de nossas crianças podem respirar ar puro e beber água limpa”, disse Harris, recebendo aplausos da plateia.

O registro oficial do discurso da Casa Branca reconhece e corrige o inquietante erro de Harris. Na transcrição, a palavra “população” é riscada e “poluição” é adicionada entre colchetes para indicar o que a vice-presidente pretendia dizer.

O “deslize” causou um grande alvoroço entre as pessoas que tem o pé atrás com as verdadeiras intenções das políticas verdes. “Você é a população que ela quer reduzir?” perguntou o deputado Thomas Massie (R-Ky.) em um tweet. “Espera, o quê?” disse Josiah Neeley, membro sênior do instituto de pesquisas R Street, sobre o comentário surpreendente da vice-presidente.

Harris, que recentemente foi considerada uma das vice-presidentes mais impopulares da história dos EUA em uma pesquisa, tem histórico de fazer comentários confusos.

A declaração da vice-presidente, no entanto foi um prato cheio para as pessoas que acreditam que existe uma agenda que trabalha com a ideia malthusiana de redução da população. Muitas pessoas concordam com essas ideias, inclusive é uma ideia que faz parte de obras da cultura pop como filmes e séries. Eu acho engraçado que as pessoas nunca pensam em começar a reduzir a população por elas mesmas, é sempre uma ideia de que quem merece morrer ou quem está ocupando espaço demais no mundo na verdade é o outro.

Harris, que recentemente foi considerada uma das vice-presidentes mais impopulares da história dos EUA em uma pesquisa, tem histórico de fazer comentários confusos.

A teoria do “ato falho freudiano” foi invocada por alguns para explicar o momento embaraçoso de Harris. De acordo com a teoria, o subconsciente pode revelar pensamentos e desejos ocultos através de erros verbais ou ações acidentais. Neste caso, o deslize de Harris levantou suspeitas de que ela ou o governo possam ter uma agenda oculta de controle populacional, ao estilo do malthusianismo.

O malthusianismo, ideia que remonta ao século XVIII e atribuída ao economista britânico Thomas Malthus, defende que o crescimento populacional exponencial inevitavelmente levará à escassez de recursos, como alimentos, e, portanto, o controle da população é necessário para evitar um colapso catastrófico.

As interpretações do discurso de Harris geraram acalorados debates. Enquanto alguns concordam com a ideia de que a superpopulação pode levar a sérios problemas, outros consideram tal visão alarmista e defendem que a tecnologia e o equilíbrio natural podem resolver essas questões de forma mais eficiente, sem a necessidade de medidas extremas.

Independentemente das intenções reais por trás das palavras de Kamala Harris, o incidente gerou uma discussão aberta sobre as complexidades da questão ambiental e sobre o papel do governo na abordagem de tais problemas. Enquanto alguns veem a situação como uma revelação chocante, outros apontam que as teorias malthusianas continuam sendo um ponto de tensão e divergência de opiniões na sociedade moderna.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments