FBI revela que casal baiano era líder do esquema que faturou quase US $400 mil com fraudes em aplicativos

0
385

Aos poucos as autoridades federais dos Estados Unidos vão divulgando informações sobre a operação que culminou com o indiciamento de 19 brasileiros, dos quais 10 já foram presos. Eles são acusados de roubar identidades de terceiros para abrir contas em alguns aplicativos de viagem compartilhada e entrega de alimentos, entre eles a UBER, Lyft e Doordash.

Os investigadores apontaram o baiano de Vitória da Conquista, Wemerson Dutra Aguiar, 25, como um dos principais líderes deste esquema, sendo o mentor e executor. Ele teria ganho US$ 360 mil com fraudes financeiras cometidas entre janeiro de 2019 e abril deste ano.

Junto com ele foi preso Priscila Barbosa, 35, que também é de Vitória da Conquista, na Bahia.

Vários agentes do FBI estão atrás dos nove que ainda não foram presos.

Como o jornal Brazilian Times já relatou em edições anteriores, inclusive com um alerta emitido em 2017, as identididades roubadas eram usadas para abrir as contas e depois os membros do esquema as vendias para motoristas, grande maioria brasileiros, que não cumpriam os requisitos para trabalhar para as empresas tais como possuir uma carteira de motorista válida nos Estados Unidos e Social Security.

Além de roubar as identidades, abrir conta scom documento falso, os suspeitos usavam “bots”, que é aplicativo de software que executa tarefas automatizadas. Desta forma, eles exploravam programas de bônus das empresas e tecnologia de falsificação de GPS, fazendo com que os motoristas ganhassem bem mais nas corridas.

Até o momento, os investigadores estimam que mais de 2.000 pessoas tiveram suas identidades roubadas pela quadrilha. O esquema só foi descoberto em abril do ano passado, quando a receita federal dos Estados Unidos devolveu várias declarações de imposto cuja as informações não batiam com os ganhos detectados pela agência. Appos isso

Após isso, foi iniciada uma investigação que acabou chegando nos brasileiros.

PROVAS

OS investigadores relataram que foram encontradas no celular de Aguiar, apreendido com autorização judicial, diversas provas contra ele, tais como fotos dele mesmo alteradas digitalmente, usada em pelo menos nove contas de motoristas.

Após vasculha o aparelho, os investigadores identificaram mais de 180 contas criadas pelo brasileiro em apenas um aplicativo. A investigação também aponta que Aguiar participava de centenas de grupos de WhastApp, todos em português, nos quais divulgava seus serviços de aluguel das contas fraudulentas.

O baiano recebia os pagamentos por meio de diversos bancos, utilizando as identidades roubadas dos norte-americanos que eram cadastradas nas empresas de aplicativo.

Caso sejam condenados, os envolvidos podem pegar até 20 anos de prisão, além de multa que pode chegar a duas vezes o valor da fraude.

OS PRESOS:

  • Wemerson Dutra Aguiar, 25, brasileiro que residiu anteriormente em Lynn e Woburn, Massachusetts;
  • Priscila Barbosa, 35, brasileira residente em Saugus, Massachusetts;
  • Edvaldo Rocha Cabral, 41, brasileiro residente em Lowell, Massachusetts;
  • Clovis Kardekis Placido, 37, cidadão brasileiro residente em Citrus Heights, Cali;
  • Guilherme Da Silveira, 28, brasileiro residente em Revere, Massachusetts;
  • Flavio Candido Da Silva, 35, brasileiro residente em Revere, Massachusetts;
  • Altacyr Dias Guimarães Neto, 34, brasileiro residente em Kissimmee, Flórida;
  • Bruno Proencio Abreu, 28, brasileiro residente em Saugus, Massachusetts;
  • Jordano Augusto Lima Guimarães, 34, cidadão brasileiro residente em Salem, Massachusetts;
  • Alessandro Felix Da Fonseca, 25, cidadão brasileiro residente em Revere, Massachusetts;

Nove réus permanecem foragidos.

Se você acha que pode ser vítima das alegações neste caso, acesse https://bit.ly/3hjh4Ao

Conspiração para cometer acusações de fraude eletrônica acarreta uma sentença de até 20 anos de prisão, três anos de libertação supervisionada e uma multa de 250.000 ou duas vezes o lucro bruto ou perda do crime, o que for maior. As sentenças são impostas por um juiz do tribunal distrital federal com base nas Diretrizes de Sentenciamento dos EUA e outros fatores estatutários.

Líderes do esquema são da Bahia

QUEM USOU AS CONTAS

O indiciamento dos 19 brasileiros é apenas a “ponta do iceberg”. O advogado Danilo Brack alerta para o fato de que quem “comprou uma conta” sabia o que estava fazendo, pois tinha consciência de que não era uma pessoa elegível para o trabalho.

Ele explica que as contas estavam em nome de terceiros (vítimas que tiveram suas identidades roubadas) e quem comprou, ganhou milhares de dólares e não declarou o imposto de renda. A cobrança da receita federal dos Estados Unidos (Internal Revenue Service-IRS) vai para a pessoa que teve o nome usado, ou seja, “a declaração dos ganhos deste esquema é cobrada da vítima.

Brack explica que o esquema chamou a atenção das autoridades em abril de 2019, quando o IRS devolveu a declaração de milhares de pessoas devido ás informações das declarações não coincidirem com os ganhos rastreados pela agência. Foi então que uma grande investigação teve início até chegar ao grupo de brasileiros.

“Minha orientação para quem comprar uma destas contas é para que abandone o serviço imediatamente e procure orientação de um advogado”, alertou o advogado.

Apoiem os Pequenos negócios. Mantenha a economia girando!

CUCKOO SIGNS- Gráfica especialista em fazer o seu negócio aparecer. Adesivos. Camisetas. Website. Estamos localizados no 72 Chelsea Street, Everett (MA). Tel: 857-266-3801

CSI- A solução educacional para estudantes internacionais. Transferência de escolas de idioma. Transferência pós-formatura. Transferência após a conclusão do OPT. Estamos localizados em Chelsea e Worcester (MA). Tel: 888-910-5051.

Resurgence Skin Care– em Mt. Vernon (NY), oferece os melhores tratamentos de estética. Rejuvenescimento facial, tratamento contra celulite, depilação, tratamento pré e pós operatório e muito mais. Ligue: (914) 409-3752.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here